O Lenço Que Antecede o Pulo



No dia 1º de maio de 1947, a jovem Evelyn McHale, de apenas 23 anos, após terminar seu noivado, sobe no 86º andar do Empire State Building e decide tirar a própria vida.

Deixando seus pertences no chão, ela se aproxima do parapeito do deck de observação, solta um lenço branco e observa sua sutil descida.

Lá na rua, o patrulheiro de tráfego John Morrissey vê um lenço branco que cai devagar. 

Momentos depois, se atentando novamente ao seu serviço, ele ouve um estrondo repentino. Encontrou então o corpo da senhorita McHale em cima de uma limousine da ONU que estava estacionada em frente ao edifício.

O impacto da queda retorceu o metal do teto do carro, além de quebrar todas as janelas do mesmo. No interior do carro não havia ninguém.

O estudante de fotografia Robert Wiles estava na região e registrou a imagem cerca de 4 minutos após a queda.
Apesar de se tratar de um suicídio, a imagem correu o mundo pela paz em que a jovem aparentava estar, enquanto repousava seu corpo em lençóis de metal.

Foto: Robert Wiles

Seguidores