Telhados verdes em ônibus são jardins ambulantes pela cidade


Telhados verdes em ônibus são jardins ambulantes pela cidade




Cidades grandes são feitas de concreto, aço, asfalto e poucos espaços verdes, o que ajuda a aumentar o calor no meio urbano. Mas sempre há um canto, por menor que seja, para a vida natural crescer. Pensando em recuperar espaços esquecidos de Nova York, o designer Marco Antonio Castro criou o projeto Bus Roots*, em que instala pequenos jardins nos tetos de ônibus.
Além de aumentar a área verde da cidade, a ideia é conectar os bairros através da agricultura urbana. Pensa que é pouca coisa? De acordo com Castro, se fossem plantados jardins no teto de cada um dos 4.500 ônibus da principal frota que circula por Nova York, haveria 35 hectares de área verde se deslocando pela cidade. Isso seria o equivalente a quatro vezes a área doBryant Park de Manhattan.
O Bus Roots – elaborado durante sua graduação em design na Universidade de Nova York – multiplica os benefícios dos telhados verdes. Reduz as ilhas de calor das cidades, absorve gás carbônico e água das chuvas, oferece ar fresco, entre outras qualidades que contribuem para uma melhor qualidade de vida.
A experiência está sendo feita no teto do BioBus*, um ônibus que viaja os Estados Unidos com um laboratório de ciência para levar educação científica a diferentes comunidades. Mas Marco Antonio Castro espera receber apoio para levar o projeto adiante. Para ele, o design é um agente de mudança e pode contribuir com soluções criativas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário